5.10.16

FAXINA



A gente é como uma casa. Sempre precisamos reparar alguma coisa. Uma infiltração. Uma torneira que pinga pinga pinga. Trocar uma lâmpada. Pintar as paredes. Parei para analisar cada cômodo. É necessário tirar a poeira na altura do peito e descartar algumas companhias. Objetos decorativos em excesso sujam o ambiente.

[cleyton cabral]

Nenhum comentário: