13.11.14

THE CARA

deus é o cara:
a barba por fazer
os cabelos bagunçados
a tatuagem no braço direito
o piercing no mamilo esquerdo (deu pra sentir por cima daquela t-shirt apertada)
o jeans surrado
o all star vermelho desbotado
a heineken na mão.
incrível! ele dançando cheio de charme. uma beleza bíblica.
deus fumando um baseado e eu apóstola, apostando naquelas mãos grandes que desenhava no ar ao ritmo da banda indie.
eu querendo seguir seus passos, subir no alto da montanha, ouvir seu sermão, como boa samaritana que sou.
ele masclando um trident mint e dizendo vinde a mim, minha criança.
nada de madalena, eu quero que me chame de puta. puta.
deus, você é o cara e seria um milagre poder dormir contigo, ser tua cruz de frente.

(Cleyton Cabral)