17.2.14

LIVRO


“Espero que role química, disse ao farmacêutico.”

Cleyton Cabral é um publicitário de Olinda, que divide seus dias entre a produção textual e a mirada para as vistas lindas que a bela cidade pernambucana oferece. Como um Clark Kent nordestino ele também tem vida dupla: é ator, dramaturgo e, como se define, um homem em permanente “ caso de amor com as palavras”. Para cultivar esta paixão mantém há cinco anos o blog "Cleytudo” onde afaga as frases com ritmos carinhosos- ora lascivos, ora excitantes- mas nunca comportados.

Como pouco amor é bobagem, o dele pelas letras transbordou em 39 textos e que desaguaram no seu primeiro livro “TEMPO NUBLADO NO CÉU DA BOCA”, onde sua verve blogueira é mostrada na obra de forma marcante. Textos curtos, mas impactantes, frases resumidas, porém profundas, delírios camuflados em mimos, que podem fazer a leitura ser rápida mas seu efeito se prolonga além deste tempo, como um êxtase estendido. Por 60 páginas os dramas humanos vão surgindo, despontando no universo linguístico, mas não se limitando a ele: solidão, suicídio, traições, virtualidade e-,principalmente, relacionamentos. Tudo com o tempero sutil de um erotismo que nunca é vulgar.

Sua sensibilidade pisciana, quase ariana, parece percorrer cada linha se revelando e se escondendo. Brincando de “esconde-esconde” com as narrativas que não caem no impessoal mas são temperadas pela experiência e pelo olho atento.


(Liandro Lindner)

Nenhum comentário: