21.10.13


A gente sabia que não daria certo. A certeza se mostrava antes mesmo dos nossos corpos jogados na cama. - Você é lindo - me disse acariciando minhas sobrancelhas. Sorri. - Quer um café? - perguntei enquanto caminhava em direção à cozinha. - Quero ficar para sempre nessa cama. - Com ou sem açúcar? - Com você. Para sempre.
Não conseguia mais ouvir a voz que vinha do quarto.

2 comentários:

Anônimo disse...

Distante e perto.
Próximo sem querer.
Nunca mais acontecer.

Você é maravilhoso!

Obrigada.

Precisava.

Beijos,

Harpa Moon.

Diário de bordo disse...

Adorei, Clayton!