23.5.12

Lápide

Dar-te-ei
meus nervos
os tendões
cada articulação
(as dobrinhas dos dedos)

Dar-te-ei
as mãos
os braços
os abraços negados

Dar-te-ei
as noites a ver estrelas
os tickets de cinema
as rolhas de todos os vinhos
(safras muito ruins)

Dar-te-ei
o suor
as lágrimas
a porra mirrada

Dar-te-ei
um par de olhos
um par de orelhas
um par de narinas
a boca
a uretra
o cu
(os nove orifícios)

Dar-te-ei
a nuca perfumada
as covinhas das bochechas
os dentes amarelados de cigarro
o esterno
(aquele osso sobre o coração)


P.S. - Meu peito era travesseiro para receber teu peso e teu amor.
P.S. 2 - Por razão ou loucura, cobria meu peito pro mundo e descobria só para ti.