28.4.12

História de dentes

Dente malvado. 
É malvado, é? Malvado é você, doutor. 
Malvado esse seu dente, mas estou aqui é pra cuidar dessa boquinha. 
Doutor, você me fisgou de novo. 
Você já gosta de brincar com a sonda. 
Não parece um anzol? 
Pode cuspir. 
Gosto de abrir a boca pra você. E num passe de mágica as cáries vão todas para o espaço sideral. 
Toda vez você enche o consultório de alegria. 
Queria ter milhões de dentes pra você aplicar flúor. 
Cuidaria desse sorriso para sempre.

4 comentários:

Aida Polimeni disse...

diz o número do teu dentista ;*

Cleyton Cabral disse...

kkkkk
Passo sim, Aida. :)
Beijos.

Robson Queiroz disse...

poxa, se entregar a boquinha aos meus cuidados, juro que tratarei com carinho e atenção, abraços amigo!

Eduardo Araújo disse...

assédio dentário.