31.8.11

Pequenos sonhos

Fumou um cigarro barato ao mesmo tempo em que limpou os dentes com fio-dental olhando o reflexo no vidro da lateral do carro. A calçada fedia. O céu estava azul azul, um azul-mar. Ela estava a mar aberto naquela rua, em frente ao mercado público. Pública. Para todo mundo ver. Ela só queria ser feliz.