23.12.10

Acredite em mim

Se eu disser que acredito em Papai Noel você acredita em mim? Ok, eu não acredito. E se eu abrir meu coração para você se proteger da chuva e da ventania, você acredita? Acredite. E se eu abrir meus longos braços para lhe abraçar, você acredita? Ainda está com os braços suspensos?! Vem, acredite. Quero que você acredite que pode contar comigo sempre que precisar. Acredite que fico mais feliz em poder fazer você um pouco mais feliz. Então, Feliz Natal e que nesse novo ano que se aproxima a gente fique mais próximo, ok? Acredite.

Cleyton Cabral.
Uma singela homenagem a quem vem aqui, gasta um tempinho da vida lendo-me.