11.3.10

Primeira pessoa, tu.

Eu quero o teu beijo amarelado de Klimt.
Eu te levo para desbravar a Pasárgada de
Bandeira.
Eu quero o teu beijo de pedra de Rodin,
Eu te mostro toda a poesia de Vinícius e
a gente dança uma bossa nova no mesmo
Tom.
Eu não tenho pressa, mas tenho urgência de
querer-te com a ironia ímpar de Machado.