19.10.10

Unidos por um big big

Ele guardava a goma de mascar embaixo da carteira para durar mais. Ela deixou um bilhete colado na goma: sou doce e não perco o sabor. Casaram de mentirinha na hora do recreio. Dividiam o waffer de abacaxi e o suco de melancia. O primeiro beijo foi na sala da Diretoria, quando ficaram de castigo por riscarem eu te amo no quadro-negro (uma das primeiras aulas de amor). Casaram de verdade e vivem grudados feito chiclete.

8 comentários:

Zé Willams disse...

O amor é assim: vem pequeno, colorido, instigante, refrescante, você prova, sente o gostinho doce, gosta e mastiga.
E Mastiga mais.
Ai depois você cola embaixo da carteira e o junta a vários amores que, também, perderam o sabor.

David Cejkinski disse...

amigo q conto mais do fofo!!! amei!

Edilson disse...

Que historinha mais fofix...rs
Linda semana. Abraços querido.

Marcelo R. Rezende disse...

Bem que todo amor podia ter esse tom poético. As biografias seriam mais lindas.

EdnaBlau® disse...

Coisa simples e linda...adoreiii

EdnaBlau® disse...

Coisa simples e linda...adoreiii

Sentimentalidades-Todas disse...

E eu quero um Trident para vida toda!!!


Abraços imensos pra ti

Mônica

WillDarc disse...

Que fofooooo!!! adoro os teus contos...tu já sabe, to repetitiva...rsrrs