21.10.10

Tire o cavalinho do sol.

Sinceramente, eu não vejo o cavalo como um meio de transporte, nunca vi. Bicho não nasceu pra levar chicotadas. Sem falar que cavalo não tem rodinhas nem gasolina. Imagina: comprei um cavalo com 200 cavalos, design arrojado, o bicho não corre, o bicho voa. Cavalo é um carro de quatro pernas que sente dor.

8 comentários:

Lai Paiva disse...

Ótimo. Vc e suas ideias = ) Bj

F. Pellicer disse...

Incrível. Primeira pessoa que compartilha o mesmo pensamento que eu.
Sempre disse isso e as pessoas simplesmente riem de canto de boca.

E olha que ainda há aqueles que os comem.

Marcelo R. Rezende disse...

Um belo ponto de vista.

Lilian Borges Poesia disse...

Olá Cleyton,

entre os dias 1 e 13 de novembro ainda aguardo sugestões, e como vc também é ator pode me sugerir locais culturais também?

Valeu!

Lilian Borges Poesia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lilian Borges Poesia disse...

A propósito, adorei o post!
Bela reflexão... tenho aflição de ver como as pessoas tratam os cavalos, especialmente aqui em SP.

Edilson disse...

Cley você é tudooooo...rs. Abraços e ótimo fim de semana. Obs: Segunda o Lua faz 1 ano e presto uma homenagem aos amigos.

Kivia Nascentes disse...

Concordo plenamente! Sempre fico angustiada vendo cavalos puxarem aquelas carroças enormes cheia de entulhos.

beijos