11.2.10

O amor nada

Quero mergulhar nesse sorriso-oceano,
fisgar teu coração-peixe
e fazer uma ciranda com nossos corpos-arrecifes.

10 comentários:

Mikaele Tavares disse...

É bom querer amar e sorte da escolhida.

Beijos

Marcelo Mayer disse...

por isso que o amor pode afogar

Cristiano Contreiras disse...

Hum, muito interessante sua forma de contextualizar sentimento.

Cristiano Contreiras disse...

Te sigo!

Cristiano Contreiras disse...

De nada, gostei mesmo do que li por aqui. Sou Publicitário e graduando em jornalismo. Áreas afins, né mesmo?

te acompanho aqui, se puder seja meu seguidor, quero manter o contato. Não te perco de vista, aparece sim!

Talita Prates disse...

lindo lindo, bonito!
BJO!

Sentilavras disse...

q lindo isso...

ARCANO disse...

Cheio de nostalgia, adorei!

Anônimo disse...

Considerando a imensisão do mar, só me diga em que praia isso vai rolar.

Eduardo Araújo disse...

poético, um cabral ante cabralino.