30.9.09

é isso, baby.

Felicidade é não ter o que fazer porque seu dia está supercheio de tarefas, as que você mais gosssssta de fazer (com vários ésses mesmo). Felicidade é acordar com um café-com-leite quente e encontrar pessoas frias e deixá-las mornas e às vezes pegando fogo. Felicidade é poder sorrir, mostrar os dentes pro mundo, espantar o tédio com a boca aberta. Felicidade é perder o sono e trocar experiências, as menores, as mais singelas, àquelas que levamos pra vida toda. Felicidade é ter uma espinha enorme no nariz, o rosto doído, a vida te apertando como baseado e você tragando as coisas boas sem reclamar. Felicidade é isso e um monte de coisinhas que não se vende na esquina, mas se acha num sorriso de canto de boca, numa mão que aperta seu ombro, num olhar que fala um milhão de palavras com a boca fechada.