26.6.09

Michael Jackson é pop e o Papa é um prato de papa.

Confesso: quando eu era criança tinha medo do branquelo, achava que ele fazia parte do diabo, essas coisas. Clipes misteriosos, medonhos. E ficava imaginando se eu me visse frente a frente com ele, eu faria duas coisas: sairia correndo e gritando. Coisa de criança. Mas não posso negar que ele era assustador para os meus seis, sete anos. Não posso negar também, que ele foi um astro. Desses que comiam os planetinhas, ops, as criancinhas. Lembro também que eu ficava pasmo vendo ele dançar e deslizar daquele jeito e com aquelas roupas justíssimas e douradas com preto. E como entrar na minha cabeça de vento que ele já foi preto e ficou branco do dia pra noite? Vitiligo? Nem ligo. E ele nem era tão bad assim né?