21.1.09

poema sinestésico

Li cores em você
que tinha um sabor
que não sei de cor.
Meio azedo e meio doce.
Cítrico, cínico e hostil.