5.5.09

Um tio ainda me chama de “fofão” quando me vê • Outro me chamava de “Cara de poeta” • Fui um pestinha na escola, em casa e na rua • Já fiquei de castigo • Queria ser professor de ciências, dentista, ortopedista, psicólogo e repórter e hoje sou publicitário e ator • Passava as férias no interior • Nunca fiquei para a final nas provas • Era o “queridinho” nas aulas de artes • Matemática não entrava na minha cabeça • Já fui fã da Xuxa • Já me correspondi por cartas com dezenas de pessoas aos 14 anos • Dançava como ninguém nas festas • Comia leite com Nescau no copo • Brincava na rua • Não gostava de tomar banho • Tinha medo de injeção • Escrevi um livro, mas não o publiquei • Fiz minha primeira apresentação no Teatro aos doze anos • uso óculos de grau desde pequeno • Já quebrei o pé três vezes • Já me operei de hérnia • Já sofri acidente de trânsito • Ia ser devorado por jacarés no Zoológico, não fosse um cara que me puxou, lógico • Pegava bombons de Cosme e Damião • Eu deveria estar na seleção brasileira de vôlei (será?) • Sempre tive os olhos puxadinhos • Já apanhei com cipó de goiaba • Brincava de pinga-pinga com plástico queimado • Tinha medo do escuro e via “fantasmas” frequentemente dentro de casa • Já frequentei igreja protestante • Fiz primeira comunhão, me crismei mas não quis ser padre • Já frequentei centros espíritas • Tenho uma cicatriz de artes na infância • Sou o artista da família • Sempre fui magrelo • Fui Jonh Lennon na escola • Já fui Harry Potter • Uns me acham parecido com o Clark Kent [risos] • Também pareço com o wally • Alguns me chamam de Japa, outros de Cleytudo • Fiz um bocado de peças • Escrevo poesias • Sempre fui palhaço • Tenho muitos amigos, graças à deus • Já fiz cursinho e é um saco • Não falo inglês • Converso com surdos • Adoro abraçar • As pessoas pensam que estou com pernas de pau • Adoro ler e escrever • Me acabo em brigadeiro • (e tantas coisas para aprender).

8 comentários:

iilógico disse...

ah fala mais.
sua história é linda!

Cláudio disse...

"Tinha medo do escuro e via “fantasmas” frequentemente dentro de casa"

CORRE, BINO! É UMA CILADA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Adriana Gehlen disse...

"as pessoas pensam que estou com pernas de pau."
Uuahuhauhau
adoraaay tudo.

Fabíola disse...

pow, fui invadida por um sentimento saudosista =)

Do nascimento, Silva. disse...

prazer em te conhecer :)

também, sempre fui queridinha (até hoje) nas aulas de artes e matemática é um bicho estranho.


beijos.

Luna Sanchez disse...

Td bem, minha vez : tenho medo de ir ao banheiro, à noite, pq sempre acho que vou enxergar fantasmas. Então, acordo o meu gato (gato, literal, animal de estimação, de quatro patas, que faz "miau") para que ele vá comigo.

Muito prazer em conhecê-lo! ;)

Beijo,

ℓυηα

Deise Leal disse...

Ah, digamos que vc é completo...
Ja eu... Detestava estudar, diziam que eu era uma genio pois nao estudava e aprendia, sempre fui a queridinha de todo mundo, neta unica, filha unica,melhor aluna de artes inclusive na faculdade, ja matematica sempre foi meu calo ( aguento ate hoje), alguns duvidavam do meu sucesso e hj estao de queixo caído... Vejo fantasmas até hoje. E continuo com muita coisa a aprender e fazer...
Seres estranhos????
Beijos

Suerda disse...

Encontrei muitas coisas em comum com vc. Queria ser professora de Ciências quando pequena e sou de Biologia, nunca fiquei para a final nas provas,já sofri acidente de trânsito,Já apanhei com cipó, mas não lembro que espécie vegetal era, tamanho foi o sufoco. Melhor nem lembrar, rs. Tinha medo do escuro e via “fantasmas” frequentemente dentro de casa • Não mudou muito não, continuo vendo. Fiz primeira comunhão, me crismei mas também não quis ser freira. Adoro abraçar, Adoro ler e escrever. Mas o que me deixou mesmo emocionada foi trazer de um lugarzinho bem distante da memória a recordação que brincava de pinga-pinga com plástico queimado.

Show! Amei! Parabéns...