3.3.09

Do verbo querer.

Quero invadir teu lar, te beijar. Quero invadir teu corpo, te amar. Quero invadir tua vida, te levar. Quero correr feito louco, vento na cara, e te abraçar, suspender teu corpo como só eu sei fazer, prender tua respiração com meus lábios pequenos, sorrir teu sorriso, lamber teus dedos. Quero além. Quero dançar sem música no teu corpo de violão sem cordas, gritar tuas entranhas um grito mudo de desejo. Quero mais. Quero ser piegas e te mostrar os anéis de Saturno, respirar teu suor. Te quero. Quero tomar banho de chuva e depois você me enxuga como só você sabe fazer. Quero a alegria da criança que ganha um brinquedo, quero a esperança da mãe que procura o filho, quero quero quero. Você.

7 comentários:

De nascimento, Silva. disse...

todo deviam quer assim. :)
beijocas

Emerson Souza disse...

Caramba...rs.
Abs.

gabi disse...

quer se drogar, é?

Raphael Marques disse...

Primeiro, eu juro q tentei encontrar o wally no otro dia...
Segundo, o texto ta bacana, vou tentar algo na proxima semana, essa semana sao so piadas e musicas...
Terceiro, tu sabes da historia de Icaro? Um ceu poetico com um fim estupidamente tragico...

Bela disse...

Uau!!!!
Quanto querer...
Abraços.

Dedinhos Nervosos disse...

Nossa... que texto mais sensual. Arrasou! Bjos!

Ps. Tentei te achar na Liga da Justiça... mas não consegui! :o(

João Paulo disse...

Perfeito esse querer insano, veio a minha cabeça momentos magicos.


Nota 10.