7.1.09

Ora porra!

Ele soltava porra no ar e você engolia sem reclamar. Sem dizer uma palavra, um pio, um ai, ui, porra nenhuma. Você gostava daquela porra na cara, e merecia, mesmo com vontade de chorar, a porra explodia veemente.

8 comentários:

Daniel Cisneiros disse...

Nossa, que forte! E o pior é há gente que, infelizmente, merece porra na cara :((


Ah, quanto às respostas do outro post, confesso que não lembrava bem sobre o negócio da cerveja e perguntei a minha tia... :D

Abração!

ela disse...

Hahaha.
Meu post favorito.

Cleyton disse...

Ok Daniel! Valeu Gabi. E vc vai me seguir é? Não é seguro... rs

ela disse...

Tô te seguindo, esse post me conquistou.
Hehehe

Cleyton disse...

Uau Gabi!

ber disse...

não é que me fez pensar que anybody is somebody else's nigger?

gostei...

Cláudio disse...

HAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAH
Antes soltar a porra na cara do que um caralho! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

DIZDIZENDO disse...

Menino, e eu tenho teor sexual????
rsrsrsrsrsrrs
Saudades de vir aqui mais vezes, a vida sem computador nem é vida...
xero.
Um dia a cerveja/café/sorvete/suco sai???