9.1.09

De: Para:

Para! Para de me olhar assim querendo entrar nos meus olhos. Olha pra tevê, para o chopp ou para o prato. Para! Assim você me deixa sem graça. Não vê que é um tanto difícil para mm? Para! Deixa o limite da mesa nos separar, é perigoso o seu toque na minha pele quente. Para! E esses convites sei não, você sabe que o escuro sugere o encontro das mãos. Para!

5 comentários:

Diana Valentina disse...

era tudo que eu queria dizer.
daí eu olho de volta, observo os minimos detalhes, e me seguro.
quase caio em tentação, sempre.
mas ele podia simplesmente parar, né?

e tu não sabe o quanto me deixa feliz saber que tu gosta do que eu escrevo.
muito mesmo, aí quem quase chora sou eu!
=***

Adriana Gehlen disse...

uhuhuhuhu

ela disse...

Ah, agora sem o acento diferencial, como saberei se é para eu parar ou se tens algo para mim?

E eu não paro de olhar pra ele, de pensar nem de falar dele. Tentei me concentrar no chope mas virei alcoólatra. No prato, gorda. Na TV, me alienei. Então prefiro ser uma magra esperta e apaixonada.

Cleyton disse...

Poizé Diana, eu disse. E eu quase caio na onda visse?
Drix, para de rir (sem acento, reforma ortográfica)
Gabi, "Para alguém" - alguém continua com acento né? Ah, adorei o seu comentário em cima do meu. rs

Cláudio disse...

Isso é pra decorar o novo acordo otográfico? hahahaha