15.10.08

festa (vidinha) sem graça.

Algumas surpresas, mas não de uvas; bem-casado, mas com placa de “aluga-se” continuava acreditando que um dia iria ganhar um beijinho, de côco. Mas terminou apaixonada por aquele cachorro, que não era quente.

6 comentários:

Poliglota Neolatino disse...

Eu sou muito ignorante ou não interpretei o valor semântico do texto como deveria?
Quantos pequenos grandes textos legais. Li tudo. Agora vou ler sempre.
Até mais.

Jaquinha... disse...

Lindo blog.
Voltarei mais vezes.

Beijos

flordeluxo

DIZDIZENDO disse...

Hummmmmmmm, deu vontade de deijar o brigadeiro...

Claudia disse...

A D O R E I!
Principalmente a parte do cachorro...

Cleyton disse...

Poliglota, obrigado. E deixe minhas palavras entrarem na sua mente e viaje com elas. Obrigado jaquinha, volte messsmo (intimada!). Potyra, adouuuuro, suma não! Cláudia, valeu. O cachorro é frioooo. rs

ela disse...

tá comendo?