19.8.16

Das profissões


ARQUITETURA
Admirar a planta do seu pé.
MEDICINA
Fazer das tripas coração para estar ao seu lado.
MÚSICA
Cantar você todos os dias.
PUBLICIDADE
Transformar "eu te amo" em slogan.
DIREITO
Eu e você = causa ganha.
BIOLOGIA
Fazer carinho na sua barriga pra aliviar os roncos.
PSICOLOGIA
Ler seu corpo e sua alma.
ODONTOLOGIA
Achar graça nos seus dentes separados.
TEATRO
Acostumar-me com suas ceninhas.
CINEMA
Reconhecer as dobrinhas dos seus dedos num plano detalhe.
LITERATURA
Escrever uma história a quatro mãos.

[cleyton cabral]

15.8.16

Fumava a bituca do cigarro ao mesmo tempo em que se maquiava olhando o reflexo na traseira do carro. A calçada fedia. O céu estava azul azul. Ela estava a mar aberto naquela rua. Pra todo mundo ver. Ela só queria ser feliz.
[Cleyton Cabral]


8.1.16



- deixa eu te fotografar por dentro?
- você vai querer revelar-me?
- deixa?
- cê que sabe.
- não, você é quem sabe.
- eu?
- é.
- então, tá. fico assim sem me mexer?
- pode dançar, eu te paraliso com um clique.
- já?
- já tô te revelando.
hoje é o dia do fotógrafo. mando um beijo aos amigos que revelam tanta poesia por aí.

15.12.15

Quando as coisas do coração ficam nesse chove-não-molha, eu abandono o guarda-chuva.

DAS DEFESAS

- papai, no natal eu quero uma arma do samurai.
- não, nada de arma.
- então, me dá um escudo?

14.12.15

NERD

um dia ainda crio um app pra baixar você
nos domingos entediantes
um café 
(uma desculpa qualquer pra ouvir você cantar caetano no meu ouvido)
um dia ainda crio um app pra baixar você
no meio da semana
uma cerveja despretensiosa
(desculpa pra caber no teu sorriso)

- Cleyton Cabral - 

23.7.15

SEMINÁRIO

Ia ser padre, mas pegaram ele dançando Britney de collant no mosteiro.

(Cleyton Cabral)

13.11.14

THE CARA

deus é o cara:
a barba por fazer
os cabelos bagunçados
a tatuagem no braço direito
o piercing no mamilo esquerdo (deu pra sentir por cima daquela t-shirt apertada)
o jeans surrado
o all star vermelho desbotado
a heineken na mão.
incrível! ele dançando cheio de charme. uma beleza bíblica.
deus fumando um baseado e eu apóstola, apostando naquelas mãos grandes que desenhava no ar ao ritmo da banda indie.
eu querendo seguir seus passos, subir no alto da montanha, ouvir seu sermão, como boa samaritana que sou.
ele masclando um trident mint e dizendo vinde a mim, minha criança.
nada de madalena, eu quero que me chame de puta. puta.
deus, você é o cara e seria um milagre poder dormir contigo, ser tua cruz de frente.

(Cleyton Cabral)

11.11.14

AMIGO URSO

na primeira vez que encontrou o grande urso, pensou: 
como pode viver neste clima infernal de recife?
imaginou sua barba com iogurte e mel de manhã.
jogou a real: gordito, se você fizer a cirurgia bariátrica, eu vou morgar.
(o pau recebe as coordenadas do cérebro, é foda.)
o grande urso diz sentado: o café ainda tá de pé?
a música francesa na vitrola, o grande urso fazendo biquindo: je t’aime.
o jeans ficou todo babado.
esse olfato apurado é capaz de me tragar por inteiro.
decidiu que não brincaria mais com o grande urso, por alguns segundos.
desejava uma brincadeira violenta para mostrar os limites de sua força.
vamos brincar de brigar, amigo urso?

(Cleyton Cabral)

30.10.14

amor, é que você é pássaro e ninho.
ao mesmo tempo que quer voar,
quer ficar presa a um galho de árvore.
ser pássaro e ninho é saber da existência dos estilingues,
é conhecer as pedras.

(Cleyton Cabral)